Ministério Público pede a prisão preventiva de Dudu

O Ministério Público denunciou e pediu a prisão preventiva hoje do traficante Eduíno Eustáquio de Araújo Filho, o Dudu, e de mais sete membros de sua quadrilha, pelo assassinato de Telma Veloso Pinto, morta pelo bando há uma semana ao tentar fugir ao cerco montado por eles na Avenida Niemeyer. Os bandidos saíam do morro do Vidigal para invadir a Rocinha. A denúncia foi encaminhada ao 1º Tribunal do Júri. Sete dos oito denunciados responderão pelos crimes de formação de formação de quadrilha (pena de um a três anos de prisão),roubo mediante violência (pena de sete a quinze anos por cada roubo) e homicídio duplamente qualificado (pena de 12 a 30 anos).Além de Dudu, responderão também os traficantes Matheus José Alves da Silva; Ailton Francisco da Silva, o Toquinho; PedroArtur de Faria, o D´Óscar; Alexsandro Santanna da Silva, o Sapo Boi; Carlos Henrique dos Santos, o Pretinho; e Fábio Roberto Santos, o Binho. Patrick Salgado Souza Martins responderá pelo crime de formação de quadrilha. ?A sociedade, a partir do dia 8 de abril, foi vítima de atos de ?guerrilha urbana? assim denominados face ao modus operandi verificado nas ações, quais sejam, atos de barbárie em áreas pré-determinadas, nas comunidades onde prepondera o poder nefasto do grupo Comando Vermelho, culminando por causar a perda de vidas humanas inocentes?, afirmam os promotores nopedido de prisão preventiva.

Agencia Estado,

15 de abril de 2004 | 18h50

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.