Ministério Público pede multa para o presidenciável

O Ministério Público Eleitoral quer que o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) multe o candidato tucano à Presidência, José Serra, por propaganda eleitoral antecipada. De acordo com o órgão, as propagandas ocorreram num evento religioso realizado em maio em Santa Catarina e no programa partidário veiculado em junho pelo PSDB.

Mariângela Gallucci, O Estado de S.Paulo

13 de julho de 2010 | 00h00

Na representação protocolada no TSE por causa do evento ocorrido em Camboriú, o Ministério Público pede que Serra e três religiosos sejam punidos com multa de R$ 25 mil. Na ocasião, pastores teriam se referido a Serra como o próximo presidente da República e o candidato teria falado sobre as ações que pretende desenvolver

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.