Ministro da Saúde vai a Alagoas para discutir ajuda

O ministro da Saúde, Humberto Costa, desembarca amanhã, por volta das 9 horas da manhã, no aeroporto Zumbi dos Palmares, para uma reunião com o governador Ronaldo Lessa (PSB) e os prefeitos dos municípios castigados pelas cheias. A reunião estámarcada para as 10 horas da manhã, no Palácio Floriano Peixoto, no Centro da cidade. Segundo o coordenador regional daFundação Nacional de Saúde (Funasa), Ricardo Valença, o ministro deverá permanecer em Maceió até o meio-dia, porque noinício da tarde ele viaja para Aracaju (SE), onde também irá discutir com prefeitos sergipanos a ajuda aos desabrigados. "O ministro irá discutir com esses prefeitos o plano de distribuição de medicamentos e as ações de saúde pública para evitar a proliferação de doenças nas áreas atingidas pelas cheias", afirmou Valença, que estará viajando nesta quinta- feira à Brasília para uma reunião que já estava agendada. Na ausência dele, quem irá representar a Funasa junto ao ministro é a coordenadora regional substituta, Rita Glória. O ministro Humberto Costa irá discutir também em Alagoas e Sergipe um plano de reforço de vacinação para o combate a doenças como febre tifóide, hepatite, cólera e leptospirose. Alagoas já tem 17 municípios em estados de emergência, devido aos prejuízos provocados pelas chuvas dos últimos dias. Segundo a Associação dos Municípios de Alagoas (AMA), são esses os municípios que já tiveram o estado de emergênciahomologado pelo governo do Estado: São José da Laje, Traipu, Jacaré dos Homens, Batalha, Pão de Açúcar, Santana doIpanema, Belo Monte, Major Izidoro, Campo Grande, Jaramataia, Jacuípe, Olho D´Água Grande, Olivença, Palestina, Porto realdo Colégio, São José da Tapera e Senador Rui Palmeira. Campestre também sofreu os estragos das cheias, mas ainda não teveo estado de emergência homologado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.