Ministro diz desconhecer destino de Beira-Mar

O ministro da Justiça, Márcio Thomaz Bastos, disse não saber para onde será transferido o traficante Fernandinho Beira-Mar, atualmente preso na Superintendência da Polícia Federal em Maceió. O ministro afirmou que não conversou com o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, sobre a transferência do traficante de volta ao Estado, onde esteve por 28 dias. "Não tenho interesse em falar sobre isso (Beira-Mar).É uma questão menor, ele é um prisioneiro como outro qualquer e vai para algum lugar até que o presídio federal que o abrigará esteja pronto", afirmou. Ele reiterou que o governo federal vai construir 50 presídios o mais rápido possível e contratar 500 guardas penitenciários federais, dos quais 200 já estão sendo contratados em caráter emergencial. O ministro abriu em São Paulo o seminário "Multidisciplinariedade, Globalização e Liberalização da Profissão Jurídica: Oportunidades ou Ameaças para os Advogados?".Veja o especial:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.