Ministro francês diz que Airbus é seguro e volta para Europa no voo 447

O ministro das Relações Exteriores, Bernard Kouchner, afirmou ontem no Rio que o Airbus 330 acidentado era uma aeronave segura e que as investigações serão transparentes. "Hoje, voltarei no Airbus 330 no voo 447 da Air France", afirmou o ministro francês, ao lado do diretor da Air France Internacional, Jean Claude Cros. Kouchner negou que as aeronaves deveriam ter passado por um recall após as suspeitas de especialistas de que o modelo é excessivamente automatizado. O ministro voltou a defender a Airbus quando questionado sobre o relatório da Agência Europeia de Segurança Aérea, que apontou falhas no modelo para execução de manobras manuais. "Essas aeronaves passam por modificações e verificações regularmente. Se não fosse seguro, a tripulação da Air France não embarcaria nele", declarou. Sobre as investigações, a cargo da França, Kouchner disse que os países serão "parceiros" e que "não se deve tentar transformar dois países amigos em inimigos". "Não temos nada e nem nenhum motivo para esconder nada."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.