Ministro quer leis ''''mais rigorosas''''

O ministro da Justiça, Tarso Genro, afirmou ontem que a legislação precisa ser mais dura na punição de motoristas "que usam o automóvel como arma". Genro indicou, sem dar detalhes, que o governo deve buscar referências na legislação de países mais avançados para propor punição aos motoristas imprudentes ou que dirigem sob efeito de drogas e álcool. O ministro disse que irá avaliar mudanças "rigorosas" nas leis durante os meses de janeiro e fevereiro. Segundo o ministro, 90% dos acidentes são causados por motoristas irresponsáveis que não obedecem a sinalização, estão alcoolizados ou violam as leis. Genro ressaltou que o aumento na frota de veículos e o crescimento econômico, que causam mais viagens, também contribuíram para o maior número de acidentes, mas "nada justifica a irresponsabilidade de poucos e o desprezo pela vida humana que certas pessoas têm". O número de acidentes foi recorde nas estradas federais no feriado de Natal.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.