Ministros visitam Alagoas e anunciam medidas contra cheias

Alagoas recebeu hoje a visita de dois ministros - Anderson Adauto, dos Transportes, e Humberto Costa, da Saúde. Eles se reuniram com 30 prefeitos alagoanos de áreas atingidas pelas enchentes e anunciaram algumas medidas para atender cerca de 4 mil desabrigados do Estado. O ministro da Saúde esteve reunido com prefeitos no final da manhã e Anderson Adauto chegou a Maceió no final da tarde, para uma reunião no Palácio dos Martírios. No aeroporto, ele disse que recebeu apenas um relatório sobre os estragos nas rodovias federais, cujo prejuízo chega a R$ 9,5 milhões. Ele disse a recuperação das estradas estaduais será definida depois que receber um relatório do Estado.O combate às doenças provocadas pelas enchentes, como o cólera e leptospirose, deve ser a prioridade dos municípios atingidos pelas chuvas em Alagoas. Esta foi a recomendação que o ministro da Saúde, Humberto Costa, deu aos prefeitos municípios alagoanos, que acumulam prejuízos com as cheias. Segundo o ministro, as ações de emergência devem priorizar três eixos de atuação: o combate à fome, o frio e às doenças. Nocombate à fome, o ministro disse que o Ministério da Agricultura está empenhado por meio da Companhia Nacional deAbastecimento(Conab), para a liberação de cestas-básicas. O frio será combatido com a solidariedade da população, que estárecolhendo agasalhos para a distribuí-los aos desabrigados. No combate as doenças, o ministro recomendou aos prefeitosque realizem mutirões de limpeza para evitar a proliferação de doenças nas áreas atingidas e disponibilizou kits commedicamentos para os primeiros socorros.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.