Miss Brasil 2010 pode sair da UTI em dois ou três dias, diz pai

Após cirurgia na coluna, Débora Lyra se recupera bem e está com os movimentos normais

Aline Reskalla, Especial para O Estado

29 de dezembro de 2011 | 14h43

A Miss Brasil  2010 Débora Lyra, 22 anos, está com movimentos normais, já conversa com os familiares e se recupera bem. Segundo o pai da modelo, Luiz Fernando Lyra "ela passou a noite bem, o quadro é animador e os médicos estão otimistas". Lyra disse ainda que se a recuperação de Débora continuar nesse ritmo, "dentro de dois ou três dias" ela poderá sair da Unidade de Tratamento Intensivo (UTI).

Débora está internada no Centro Integrado de Atenção à Saúde (Cias), em Vitória, depois de passar por duas cirurgias - uma para retirada do baço, na terça-feira, e outra na coluna, na tarde de quarta-feira, no Hospital Estadual São Lucas.

 

O pai da modelo disse que ela está consciente e conversa com os médicos e familiares, que fazem vigília no hospital. Lyra afirmou que a filha conta com acompanhamento de uma psicóloga. "Por enquanto estamos evitando falar sobre a morte ocorrida no acidente e do estado de saúde das outras vítimas".

No acidente, o namorado de Débora, Hermon Souza Lopes, que dirigia o Gol em que Débora estava, perdeu o controle da direção e invadiu a contramão, batendo de frente com uma Toyota Bandeirante. Ele quebrou o nariz, o fêmur e a clavícula, passou por uma cirurgia e está na UTI até a conclusão de alguns exames. A mãe de Hermon, Maria Auxiliadora Miguel de Souza, de 56 anos, morreu na hora. Ela estava no banco de trás e sem cinto de segurança. Débora estava no banco do carona.

Pela manhã, a direção do hospital divulgou um boletim sobre o estado de saúde da modelo e estudante de jornalismo, no qual afirmam que ela respira sem ajuda de aparelhos e se alimenta sem sonda. Segundo o boletim, apesar da gravidade, o quadro é estável.

No início da tarde desta quinta-feira, 29, o passageiro do Toyota Roberto Lessa de Vasconcelos também foi transferido para o Cias. O paciente está internado para tratamento cirúrgico de uma fratura na tíbia.

A amiga da miss, Caroline Carone, que também estava no automóvel, chegou ao Cias na noite de terça-feira, dia 27, por volta das 20 horas, e passou por exames de imagem. A paciente foi submetida a uma cirurgia ortopédica no punho. Caroline também sofreu luxação na bacia, mas inicialmente o tratamento não requer intervenção cirúrgica.

Atualizada às 19h56

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.