Moçambicana é presa com cocaína em Cumbica

Quando tentava embarcar para Johanesburgo, onde faria conexão para a capital de Moçambique, a comerciante de roupas Argentina Helena Citoe, de 34 anos, natural daquele país, teve as caixas que havia despachado vistoriadas. O aparelho de raios X da Polícia Federal no Aeroporto Internacional de São Paulo em Cumbica, Guarulhos, detectou no meio de camisas três tabletes de cocaína. A droga pesou 18,230 kg.Argentina aguardava um vôo noturno da Varig para a capital sul-africana, de onde seguiria para Maputo, capital de seu país. Durante o interrogatório, afirmou que esta foi a primeira vez em que veio ao Brasil para comprar roupas, que iria comercializar em sua terra e que alguém a incriminou colocando a cocaína entre em meio às camisas, sem seu conhecimento.O argumento da presa não convenceu a polícia. Para os agentes federais, ela se submeteu conscientemente a servir de "mula" para os traficantes. Foi autuada em flagrante, por tráfico internacional, e encaminhada para a carceragem da Polícia Federal na Lapa, Zona Oeste da capital.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.