Mocidade abre 2ª noite tentando acabar com jejum de títulos

Escola leva à Sapucaí o enredo O Quinto Império do Brasil: uma utopia na História, sobre a vinda da Família Real

04 de fevereiro de 2008 | 20h58

A Mocidade Independente de Padre Miguel abriu a segunda noite de desfiles na Sapucaí pouco depois das 21 horas desta segunda-feira, 4. A escola tenta acabar com o jejum de campeonatos. Seu último título foi em 1996. A última a desfilar é a escola campeã Beija-Flor, que segue a tradição do carnaval carioca saindo no desfile de segunda-feira. Foi assim nos últimos cinco anos.  Veja também: As imagens do desfile Tudo sobre as escolas do Rio e os sambas  Mangueira e Viradouro empolgam a Sapucaí no 1º dia Saiba como foram os desfiles no Rio no primeiro diaQual escola de samba será campeã no Rio?  Veja as melhores imagens dos desfiles em SP Qual escola de samba será campeã em SP?  As melhores imagens do Carnaval pelo Brasil   Veja a comemoração do carnaval pelo mundo  A superstição dá um fôlego a mais às seis escolas que entram na avenida nesta segunda-feira, 4, a partir das 21 horas. Entre elas estão a atual campeã, a Beija-Flor, e a vice, Grande Rio, duas favoritas ao título. A Mocidade leva à Sapucaí o enredo O Quinto Império do Brasil: uma utopia na História. o carnavalesco Cid Carvalho aposta no impacto do sexto carro, uma reprodução do cais da Praça 15.  A Beija-Flor foi a que mais conquistou títulos nos últimos dez anos (2003, 2004, 2005 e 2007). A escola não gosta de falar em números, mas o seu carnaval gira em torno dos R$ 8 milhões. As outras gastaram em média R$ 6 milhões. Este ano, o enredo da escola é Macapá: equinócio solar, viagens fantásticas ao meio do mundo, uma homenagem à capital do Amapá. Apesar do tema amazônico, o carnavalesco Alexandre Louzada jura que a escola não trará nenhuma ala de índios. A viagem fantástica proposta pela escola à terra conhecida como "meio do mundo" começa pela comissão de frente, que trará o marabaixo, uma dança típica da região. Logo em seguida, o carro abre-alas levará o símbolo da agremiação - o beija-flor -, coberto pelas cores laranja, vermelha, dourada e amarela, representando o fenômeno equinócio solar (ponto da órbita da Terra em que se registra uma igual duração do dia e da noite). O desfile da escola azul e branca, que fechará a disputa do carnaval 2008 no Rio está previsto para começar às 2h25. Muito colorido, luxo, sofisticação e criatividade são os ingredientes que marcarão a apresentação dos nilopolitanos, coordenada por Louzada, Fran-Sérgio, Laíla e Ubiratan Silva.  Texto atualizado às 21h16

Tudo o que sabemos sobre:
Carnaval 2008Carnaval do Rio

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.