Modernidade no desfile da Unidos de Vila Maria embeleza a avenida

A Unidos da Vila Maria levou para a avenida o samba-enredo "Em minhas costas o Brasil carreguei, Nas minhas rodas o país levantei... Com o futuro eu sonhei", que contou a história de como surgiu o transporte de cargas no Brasil. Com 4.500 componentes, divididos em 30 alas e 5 carros alegóricos, a escola surpreendeu. Muita produção nos carros e fantasias embelezou a avenida. A comissão de frente da escola é batizada de "A Chegada dos Franceses". Na encenação, exploradores negociam com 12 índios brasileiros. A troca é de bugigangas por pau-brasil. Na ala das baianas, as fantasias têm acoplados bonecos de crianças. Os bebês parecem estar sendo carregado no colo pelas folionas. Já os componentes da bateria vem fantasiada de presidiários. Já a ala Cultura, Jornal e Comunicação mostrou fantasias pretas e brancas, o que contrastou com o colorido das outras alas. Um dos carros alegóricos da Unidos da Vila Maria é envolvido por uma ala, que simboliza o mar. Na alegoria, serpentes marinhas gigantes chamam atenção. O carro alegórico batizado de Futuro mostra naves espaciais, carros e outros meios de transporte. Nele, um enorme boneco se movimentava bastante. No final do desfile, ele soltou papéis picados. No final da avenida, os integrantes da escola comemoram aos gritos de "é campeão".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.