Monique Evans se envolve em confusão no aeroporto de Cumbica

A apresentadora Monique Evans, da Rede TV!, envolveu-se, no final da noite de ontem, em uma discussão no Aeroporto Internacional de São Paulo, em Cumbica, Guarulhos, antes de ir até a Delegacia da Polícia Federal, dentro do próprio aeroporto, para registrar um atraso de vôo pelo qual havia passado. Monique, ao chegar à capital paulista, onde iria gravar o programa "Noite Afora", por ter se atrasado, resolveu ir até o balcão da Vasp para pedir um documento que comprovasse o atraso. O documento seria entregue na emissora e nele ficaria notificado o atraso ocorrido no Aeroporto do Galeão, no Rio de Janeiro. A aeronave na qual a apresentadora embarcou decolou com atraso pois a companhia esperou por passageiros que haviam saído do Aeroporto Santos Dumont e ainda não tinham chegado até o Galeão.Monique disse que foi muito mal atendida por uma mulher, funcionária da companhia aérea, identificada como Alessandra. Ao ver que a mulher estava de mau humor e não a tratava bem, a apresentadora disse à atendente que ela, Alessandra, usando cabelos vermelhos e soltos, além de uma saia justa, pequena para o porte físico da funcionária (assim descrito por Monique) ´não tinha jeito´ de quem trabalhasse como funcionária de uma empresa aérea.A apresentadora resolveu então ir até a Delegacia da Polícia Federal para ver se conseguiria registrar o atraso. Funcionários da Vasp também foram até a delegacia e disseram ao delegado que Monique teria tomado o crachá de Alessandra e dado um tapa no rosto da funcionária. Tudo acabou ficando no chamado "dito pelo não dito". Ambas as partes foram convencidas a não registrar queixa e tudo acabou terminando bem.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.