Wilton Junior/AE
Wilton Junior/AE

Monobloco encerra carnaval carioca com apenas 100 mil foliões

Organização esperava meio milhão de pessoas na Avenida Rio Branco para encerrar festa de 2013

Fernanda Nunes/Rio, O Estado de S.Paulo

17 Fevereiro 2013 | 13h51

O esperado era que 500 mil pessoas fechassem o "carnaval estendido" carioca de 2013 ao som do Monobloco, no coração comercial da cidade, na Avenida Rio Branco. Mas, segundo estimativa da Polícia Militar, o número foi bem menor: na casa dos 100 mil. A organização do evento e a Riotur, contudo, contabilizam meio milhão de participantes.

"O Carnaval do Rio ficou grande demais. O pessoal gastou a energia nos outros blocos e não sobrou para ao Monobloco", avaliou a vendedora ambulante Cátia Sobral. Nem por isso a festa foi menos bonita do que a de anos anteriores.

Em vez das fantasias cada vez mais criativas que passaram a ser a marca dos blocos do Rio, a maioria dos foliões preferiu trajes mais frescos para brincar neste que já é reconhecido como "a chave de ouro" a encerrar a folia carioca. O clima foi de tranquilidade, inclusive com a participação de crianças.

A bateria de 200 percussionistas embalou a brincadeira de 9h às 13h, no trecho entre a Avenida Presidente Vargas até a Cinelândia, no centro da cidade. No repertório, de Jorge Benjor a marchinhas tradicionais de carnaval, músicas que já fazem parte das apresentações do Monobloco. Nesse ano, deram uma canja o cantor pernambucano Lenine e a sambista Roberta Sá, casada com Pedro Luís, líder da banda.

Foi para aproveitar o show que as três amigas Karina Santos, de 28 anos, Ana Priscila, 24, e Bárbara Thomaz, 35, acordaram às 6h30 deste domingo. Às 8h, uma hora antes do desfile, já estavam na festa. "Essa é primeira vez que a gente participa. Fomos no bloco da Preta (Gil) e tínhamos muita curiosidade com o Monobloco. Valeu a pena", disse Bárbara.

Logo em seguida à festa, um novo grupo tomou conta da Avenida Rio Branco, a de garis da Comlurb, empresa estadual de limpeza urbana. Alvo de crítica no carnaval carioca neste ano, desta vez, a Comlurb foi rápida em retirar os restos da folia.

Mais conteúdo sobre:
Carnaval 2013

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.