Monomotor que caiu na Venezuela é encontrado

Os destroços do monomotor Beechcraft, que estava desaparecido há uma semana, foram localizados na quinta-feira pelas autoridades que trabalham nas buscas, no sul da Venezuela. A chuva, porém, impediu o resgate dos destroços e dos corpos dos dois homens que estavam a bordo, os mineiros Maurício Lustosa de Castro e Alessandro Ninder Morais. Castro, que era diretor financeiro da empresa mineira Magnesita, voltava de Miami para Belo Horizonte. Morais era o piloto do avião. Os dois estavam nos EUA para buscar o monomotor que havia sido adquirido pelo executivo da Magnesita. O aparelho foi fabricado em 2004. O último contato da aeronave foi feito às 18h do sábado passado, com um centro de controle na Venezuela. As buscas, iniciadas na segunda-feira, foram dificultadas pelas condições de relevo e vegetação de floresta. Segundo informações da Aeronáutica, o transmissor de localização de emergência foi acionado automaticamente quando o motor parou, indicando que ele caiu dentro do Parque Nacional Canaima, na Venezuela.

IVANA MOREIRA, O Estadao de S.Paulo

18 Julho 2009 | 00h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.