Morador de Bauru não é o garoto sequestrado Carlinhos

Exame de DNA divulgado hoje pela polícia do Rio mostrou que Carlos Alberto de Souza, um supervisor de obras de Bauru, interior paulista, não é Carlos Ramires, o Carlinhos, menino seqüestrado em 1973 em sua casa, em Laranjeiras, na zona sul do Rio.Foram realizados dois exames de DNA e ambos foram negativos. Maria da Conceição Ramires da Costa recebeu a notícia na delegacia de Homicídios. Carlos Alberto, cuja presença estava prevista, não compareceu.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.