Morador de rua é assassinado em Rio Preto

A Polícia Civil de São José do Rio Preto, interior de São Paulo, descartou a ligação entre as mortes de moradores de rua da Capital com a ocorrida na cidade. Um morador de rua, ainda não identificado, foi assassinado na madrugada de domingo, sob uma das arquibancadas do estádio Benedito Teixeira, onde dormia com outros andarilhos. O corpo foi encontrado pela manhã com ferimentos na cabeça, perfurações na barriga e parte de uma orelha cortada. No local estavam uma barra de ferro, pedaços de pau e uma faca de cozinha, possivelmente usados no crime. Os investigadores chegaram a sugerir que o crime pudesse ter ligação com os da Capital, mas na tarde de hoje o delegado Osmar Ribeiro dos Santos, responsável pelo caso, descartou essa hipótese. Segundo ele, o homem certamente foi assassinado por outros moradores de rua, um deles identificado pela polícia. O delegado disse desconfiar de que o crime ocorreu por brigas entre membros do grupo, formado por seis pessoas. Segundo Santos, testemunhas viram quando outros moradores de rua deixavam o local após o crime e apontaram um suspeito, que já tem passagens pela polícia.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.