Moradores da Maré fecham Linha Vermelha no Rio

Moradores do Complexo de favelas da Maré voltaram a fechar aLinha Vermelha no fim da tarde desta terça-feira, no trecho próximo à bifurcação com a Linha Amarela. Pelo segundo dia consecutivo, eles queimaram um ônibus. O motivo da manifestação foi o mesmo de ontem: a morte de uma moradora da Favela Vila dos Pinheiros, que faz parte do complexo e margeia a Linha Vermelha. Neuzelina Corrêa Damasceno, de 42 anos, foi atingida, segunda-feira, na cabeça durante troca de tiros entre policiais e traficantes na Vila dos Pinheiros. Revoltados, os moradores da favela incendiaram, então, um ônibus durante o protesto. O trânsito no sentido Ilha do Governador- Centro ficou congestionado e foi sendo liberado aos poucos.Policiais do Batalhão de Choque, do Batalhão de Vias Expressas e do 22º Batalhão foram para o local, num total de 30 carros. Um helicóptero da Polícia Civil fez vôos sobre o Complexo da Maré.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.