Moradores de Perus protestam contra lixão

Desde às 4h desta quarta-feira, moradores do bairro de Perus, localizado na região noroeste da capital paulista, já se dividem em alguns grupos de manifestantes nos acessos ao bairro pelas rodovias Anhanguera e Bandeirantes. Os moradores de Perus protestam contra a intenção da empresa Ecolar, Ecologia, Ambiente e Resíduos - ligada à Vega - de instalar um novo aterro sanitário na região. O bairro de Perus já tem um aterro municipal, garantem os manifestantes, que não suportam mais o forte cheiro e a proliferacão de insetos nas proximidades do lixão.Segundo João Batista, um dos organizadores do movimento, quatro grupos, com cerca de 250 pessoas no total, já estão distribuídos. O primeiro no acesso ao bairro de Perus, ao lado do Parque Ecológico da Anhanguera, na altura do km 24 da rodovia. A segunda aglomeração ocorre sobre o viaduto Ulysses Guimarães, que impede o acesso de motoristas ao centro de Perus e à rodovia Anhanguera. Outro grupo de moradores está concentrado em frente à estação de trens da CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos), próximo à avenida Fiorelli Peccicacco.Sobre o viaduto Perus, na altura do quilômetro 15 da rodovia dos Bandeirantes, um grupo de 60 manifestantes já bloqueia os acessos ao bairro e à rodovia. "Nossa intenção é parar tudo lá na rodovia dos Bandeirantes", afirmou João Batista.Policiais militares da já deslocaram viaturas para os pontos de concentração de moradores. Por enquanto, em razão do horário, não há confusão, segundo a Polícia Militar. A concessionária Autoban, que administra o Sistema Anhanguera-Bandeirantes não possui informação sobre pontos interditados em ambas as rodovias.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.