Moradores destroem delegacia atrás de suspeito no Maranhão

Grupo queria linchar um suspeito de assassinato; eles colocaram fogo em viaturas e roubaram armas da polícia

Solange Spigliatti, Central de Notícias,

28 Agosto 2009 | 10h24

A população de Cururupu destruiu a delegacia da cidade maranhense após a tentativa frustrada de linchamento de um suspeito de assassinato. Segundo informações da Polícia Militar (PM), José Manuel foi detido pela suspeita de ter matado a tiros o funcionário da Santa Casa José Mariano Franco Monteiro.

 

Revoltadas, cerca de 500 pessoas tentaram linchar o suspeito na tarde da quinta-feira, 27. No entanto, eles foram impedidos pelos agentes, dando início à destruição. Um carcereiro foi jogado ao chão e agredido. Após receber atendimento na Santa Casa, ele foi transferido para um hospital em São Luís em estado grave. Mais dois policiais ficaram feridos, um deles no rosto e outro no joelho.

Segundo a PM, os manifestantes depredaram totalmente a delegacia, colocaram fogo em duas viaturas, além de roubarem armas e permitir que 25 presos fugissem. Doze pessoas que participaram da invasão foram detidas e levadas para a delegacia da cidade vizinha de Mirizal.

 

A polícia continua à procura de outros participantes do ataque. Dois fugitivos já foram recapturados e dois se entregaram, informou a PM.

Mais conteúdo sobre:
violência delegacia MA

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.