Moradores incendeiam ônibus em Niterói

Um ônibus da empresa 1001 foi incendiado por populares em Niterói por volta das 17h, fechando a entrada do túnel que liga o bairro de Icaraí ao de São Francisco. Houve tiroteio no local, junto ao Morro do Cavalão, onde, na noite deste sábado, Francisco Aldi Barbosa de Souza, de 18 anos, morreu espancado por policiais militares.A morte do rapaz, que era paraibano e estava desempregado, levou à prisão de oito policiais, sendo dois sargentos, dois cabos e quatro soldados. Os oito PMs não quiseram declarar nada à Polícia quando foram presos e estão detidos no 12º Batalhão da Polícia Militar. Como os PMs não declararam nada, não se sabe o motivo do espancamento do rapaz. Também não há certeza sobre se o incêndio do ônibus neste domingo foi causado por revolta da população do Morro do Cavalão contra a Polícia Militar. Vinte minutos depois de iniciado, o incêndio já estava sob controle dos bombeiros, mas os tiros continuavam.A confusão causou o fechamento de outras ruas no bairro de Icaraí, desta vez pela Polícia. Uma das ruas que ficou com o trânsito interrompido foi a Lemos Cunha, onde fica a 77ª Delegacia de Polícia Civil.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.