Romildo de Jesus/Futura Press
Romildo de Jesus/Futura Press

Morre adolescente resgatado de escombros após chuva em Salvador

Lucas Silva Santana ficou oito horas soterrado; temporal deste domingo causou quatro mortes - em duas semanas, foram 19 óbitos

Tiago Décimo, O Estado de S. Paulo

11 Maio 2015 | 09h22

SALVADOR - O adolescente de 14 anos que havia sido resgatado com vida por equipes do Corpo de Bombeiros na noite deste domingo, 10, após passar oito horas sob escombros, por causa de um deslizamento de terra na Baixa do Fiscal, em Salvador, não resistiu aos ferimentos e morreu no início da manhã desta segunda-feira, 11, na unidade de terapia intensiva (UTI) do Hospital do Subúrbio, na capital baiana, informou a unidade médica.

Com o óbito do jovem, identificado como Lucas Silva Santana, chegam a quatro as mortes causadas pela forte chuva que atingiu o Recôncavo Baiano neste domingo. Nas últimas duas semanas, 19 pessoas morreram por causa de deslizamentos de terra e desabamentos de imóveis decorrentes dos temporais que atingem a cidade desde o fim de abril. 

A situação levou o prefeito de Salvador, Antônio Carlos Magalhães Neto (DEM), a fazer novo apelo para que as famílias que moram em áreas consideradas de risco na cidade deixem suas casas. Em comunicado, a prefeitura disse garantir a concessão do aluguel social (aporte mensal de R$ 300, por até um ano) e do auxílio-emergência (até três salários mínimos, para perdas materiais) a quem sair das residências ameaçadas.

De acordo com a prefeitura, desde abril foram aprovados 774 pedidos de aluguel Social e 96 de auxílio-emergência.

Segundo o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), o clima deve continuar instável em Salvador nos próximos dias, mas as chuvas devem ser menos intensas do que as registradas no fim de semana.

Mais conteúdo sobre:
Salvador Bahia Chuvas

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.