Morre bebê de duas cabeças

Os gêmeos xifópagos com um único tronco, mas com duas cabeças e duas colunas vertebrais, que nasceram na terça-feira em Ataléia, no Vale do Mucuri mineiro, faleceram nesta tarde. Os bebês sofreram uma parada cardíaca em decorrência de insuficiência respiratória. Eles estavam internados no Centro de Terapia Intensiva (CTI) do Hospital das Clínicas, em Belo Horizonte. O coordenador pediátrico do HC, José Sabino de Oliveira, disse que os recém-nascidos apresentaram problemas respiratórios na noite de ontem, e vinham respirando por meio de aparelhos. Os médicos também detectaram uma má formação congênita no único coração presente no corpo. Num caso raro da medicina, os gêmeos nasceram unidos pelo tronco - um pouco mais largo do que o normal - com duas cabeças e duas colunas vertebrais. Eles possuíam dois estômagos, mas os médicos não tinham identificado se haviam dois intestinos, nem a quantidade de rins. Os gêmeos nasceram de um parto cesariano, com 3,4 quilos. Uma cirurgia de separação estava praticamente descartada pelos médicos. A mãe dos bebês, uma adolescente de 14 anos, continua internada no hospital da Associação Proteção á Maternidade e à Infância (Apromia), em Ataléia, a 516 quilômetros da capital mineira. Segundo informações do hospital, ela passa bem.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.