Morre cliente baleada em tiroteio dentro de banco

A polícia ainda não tem pistas sobre o homem que invadiu, nesta terça-feira, uma agência do Bradesco na Praça Pan-Americana, em Pinheiros, zona oeste de São Paulo. Ele atirou no segurança Venâncio Tadeu de Oliveira, de 41 anos, atingindo também a cliente Cecília Aparecida Panzini Grassioto, de 45. Levada para a Santa Casa de Misericórdia, ela morreu nesta quarta. O vigia está em observação, fora de perigo.Os policiais trabalham com a hipótese de vingança contra o segurança porque o assassino, armado com um revólver calibre 38, não demonstrou interesse em assaltar o banco. Branco, forte, com cerca de 1,70 metro de altura, vestindo calça jeans e camisa xadrez, o criminoso chegou a esperar que outro segurança saísse para atingir Oliveira.Colegas do vigia reagiram e houve troca de tiros.Cecília estava sentada, aguardando atendimento. Outros três homens, em um Monza branco, davam cobertura ao assassino. O grupo fugiu.A agência onde ocorreu o tiroteio fica a uma quadra da casa do secretário da Segurança Pública, Saulo Abreu.Um carro da Polícia Militar, que estava em frente da residência, não socorreu as vítimas nem perseguiu os criminosos. Segundo a assessoria da Secretaria de Segurança Pública, o carro não fazia a segurança da casa do secretário.A PM informou que os policiais faziam o patrulhamento da região e, se não tiverem atendido ao chamado, serão punidos.A Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) divulgou nesta quarta-feira uma nota, criticando o que aconteceu na agência bancária. Cecília era advogada.No texto, a entidade alerta para a necessidade de cumprimento da Lei 7.102, que trata da segurança em estabelecimentos financeiros e diz que uma agência que não tem esses dispositivos tem de ser fechada por colocar vidas em risco.O aposentado Sérgio Dela Verde, de 60 anos, foi assassinado a tiros por dois ladrões, nesta quarta, na Vila Pires, em Santo André, no ABC. Os bandidos, ainda não identificados, tentaram roubar um Gol, mas não conseguiram.Ao tentar fugir, depois de roubar uma pessoa que saía de um caixa eletrônico, os bandidos cruzaram com Dela Verde, que se preparava para sair de casa numa picape. Anunciaram o roubo e atiraram. Só um dos bandidos foi preso.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.