Morre comerciante chinês encontrado em coma em presídio

O comerciante chinês Chan Kim Chang, que estava em coma no Hospital Salgado Filho, no Méier, morreu na noite desta quinta-feira. Chang foi encontrado inconsciente numa cela do presídio Ary Franco, onde estava preso desde a última segunda-feira. A informação foi confirmada pelo diretor do Instituto Médico-Legal (IML), Roger Anceloti.Chang havia sido detido no Aeroporto Internacional Tom Jobim por agentes federais, que o levaram para o presídio no dia seguinte. De acordo com a PF, ele tentava embarcar para os EUA com US$ 31 mil e foi autuado por evasão de divisas. Segundo familiares, o dinheiro vinha da venda de uma pastelaria e seria usado na compra de uma casa nos EUA.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.