Morre comerciante que matou o filho viciado em drogas

O comerciante aposentado Amador Cortelini, que matou no fim do mês passado o filho de 26 anos, que era viciado em drogas, morreu ontem à noite, vítima de um derrame cerebral. Ele tinha 68 anos e sofria de problemas cardíacos havia 2 anos. No dia 30 de março ele matou com um tiro no peito o próprio filho, Rodrigo Cortelini, no apartamento da família, após uma discussão. O aposentado estava internado desde o dia 19 de abril. O sepultamento dele será às 15h no Cemitério Chora Menino, no bairro de Santana, na zona norte.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.