Morre mais vítima da guerra do tráfico no Rio

A guerra entre traficantes da favela da Rocinha e do Vidigal fez mais uma vítima neste domingo à noite. Um morador foi ferido na varanda de casa quando policiais do Batalhão de Operações Especiais (Bope) entravam na favela e foram recebidos a tiros por traficantes. Já são oito os mortos desde sexta-feira, quando começou a guerra pelo controle de pontos de venda de drogas da Rocinha, onde vivem cerca de 150 mil pessoas. A oitava vítima, que ainda não havia foi identificada, chegou a ser socorrido por policiais e levado para o hospital, mas não resistiu. Segundo informações do Bope, o tiroteio ocorreu na parte alta da favela, que permanecerá ocupada pela Polícia Militar por tempo indeterminado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.