Morre o empresário João Fortes no Rio

O empresário João Machado Fortes morreu nesta terça-feira, aos 83 anos, no Rio de Janeiro, cidade onde ergueu aquela que foi uma das maiores construtoras do País nas décadas de 70 e 80, a João Fortes Engenharia.O sepultamento será nesta quarta, no Cemitério São João Batista, no bairro carioca de Botafogo. Ele estava internado no Hospital Samaritano e foi vítima de falência múltipla de órgãos.Um dos mais discretos empresários do País, Fortes era extremamente disciplinado, um resquício da carreira militar interrompida em 1942, quando a engenharia falou mais alto nas suas ambições.Em 1950, inaugurou com um sócio a J. Fortes & R. Pereira, que daria origem, posteriormente, à João Fortes Engenharia. A empresa encerrou o balanço de 2000 apontando faturamento de R$ 102 milhões.Na empresa, Fortes contaria com o estímulo e o trabalho de cinco dos dez filhos, entre os quais o deputado federal e atual secretário-geral do PSDB, Márcio Fortes. Ex-diretor do Banco Nacional de Habitação (BNH) no governo do general João Figueiredo (1979/84), Fortes sempre buscou evitar que sua empresa ficasse dependente do setor público.O que não evitou especulações, na época, de que poderia estar beneficiando-se do cargo no BNH. Fortes refutava as acusações, dizendo que o forte do seu negócio eram empreendimentos privados.O homem que comandou a Câmara Brasileira da Indústria da Construção Civil (CBIC), também foi pioneiro na participação dos funcionários no lucro, adotando sistema inédito ainda em 1963.Também se pautou pela preocupação ambiental em suas obras, como a preservação de palmeiras imperiais entre os dois blocos que formam o Centro Empresarial Rio, na praia de Botafogo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.