Morre Pepezinha, a pequinês de Vera Loyola

A empresária e apresentadora de tevê Vera Loyola, de 55 anos, está de luto. Pepezinha, a pequinês que a acompanhava há 14 anos e meio, morreu na madrugada de sábado. A cadelinha de dois palmos de comprimento morreu de velhice, cega e com dificuldades de andar. Ela deu o último suspiro - ou latido - nos braços de sua "mãe". "Estou inconsolável, arrasada, traumatizada. Perdi minha companheira de muitos anos", disse Vera, a mais conhecida representante da sociedade emergente.Pepezinha ganhou destaque na imprensa quando a empresária decidiu presenteá-la com uma megafesta, há três anos. Vera convidou 40 cães da alta sociedade, serviu guloseimas feitas de ração - bolo, pirulito, brigadeiro, cajuzinho e até guaraná (feito de suco de carne). No fim da festa, "as crianças" ganharam lembrancinhas: um pacote com bola e ossinhos de borracha. Na ocasião, Vera foi criticada por gastar dinheiro com animais, enquanto havia crianças passando fome. "Não tem nada a ver uma coisa com a outra. Eu poderia ajudar crianças e cães. Naquele momento, quis presentear minha cadela", disse.A cadela agonizava há alguns dias. Vera percebeu que os batimentos cardíacos falhavam. Por conta da dificuldade de locomoção da cachorrinha, a empresária levantava três vezes à noite a fim de levá-la para fazer suas necessidades no quintal - ela dormia ao lado da cama de Vera. Na madrugada de sábado, a socialite percebeu que a cadela estava ainda mais fraca. "Segurei a mãozinha dela e perguntei: filha, você está se despedindo?". Logo depois, Pepezinha soltou um latido agudo. Estava morta.A cadela foi enterrada num pequeno mausoléu, erguido nos fundos da casa de Vera. Ontem, a empresária passou o dia pintando a construção e arrumando vasos de flores. No sábado, Vera pretende fazer uma cerimônia de sétimo dia, reunindo os 40 "amigos" de Pepezinha, que estiveram na sua festa de aniversário. "Não é uma missa de sétimo dia. É uma despedida", ressaltou.Vera pretendia comemorar os 15 anos de Pepezinha em grade estilo. "Para um cachorro, ela estaria mais velha que a rainha-mãe da Inglaterra, Elizabeth", comparou. Pepezinha era quase uma celebridade. Na novela Laços de Família, da Rede Globo, o autor Manoel Carlos criou a Inés, cadelinha inspirada na pequinês de Vera. "Ela não veio ao mundo para passar despercebida. Ela veio para que os donos de cães deixassem de ter vergonha de amar seus animaizinhos", acredita Vera.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.