AO VIVO

Acompanhe notícias do coronavírus em tempo real

Morre policial baleado na onda de violência em Hortolândia

Morreu na madrugada desta quarta-feira, 24, o policial militar Gilberto Cavalini de Araripe, que estava internado desde o último dia 15. Ele havia dado entrada na UTI do Hospital Estadual de Sumaré depois de ser atingido por tiros em Hortolândia durante a onda de violência no Estado de São Paulo. Seu corpo foi sepultado nesta tarde no Cemitério dos Amarais, em Campinas. O soldado tinha 21 anos de serviço e na ocasião do atentado estava de folga. Araripe é o quarto soldado morto na região de Campinas. Em Santa Barbara d´Oeste, o PM Adilson Umbelino de Carvalho faleceu no dia 13 em decorrência de dez tiros a queima roupa. A ação de dois homens está registrada na fita da câmera de vigilância de uma loja de conveniência. Em Limeira, dois policiais também foram assassinados. A Polícia Civil investiga os ataques e já prendeu suspeitos.Ao todo, segundo a Secretaria de Segurança Pública, foram mortos 23 policiais militares, 7 policiais civus, 3 guardas municipais, 8 agentes penitenciários e 4 civis na onda de violência. Também foram mortas, em confrontos com a polícia, 110 pessoas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.