Morre quarta vítima de explosão em tanques de álcool no PR

Morreu na manhã desta quinta-feira, 26, a quarta vítima da explosão de dois tanques de álcool de soja, ocorrida no dia 18, na Importação, Exportação e Indústria de Óleos (Imcopa), em Araucária, na região metropolitana de Curitiba. O eletricista Onivaldo Barros, de 36 anos, estava internado no Hospital Evangélico, em Curitiba, com queimaduras profundas em praticamente todo o corpo, além de comprometimento das vias aéreas. Das dez pessoas atingidas pela explosão, quatro morreram e seis já receberam alta hospitalar. Os tanques estavam com 130 mil litros de álcool de soja, produzido pela própria indústria para servir como combustível em suas operações. A Imcopa é uma das maiores indústrias de esmagamento de soja, produzindo sobretudo óleo e farelo. Os operários mortos pertenciam a empresas terceirizadas que constroem uma nova planta dentro do terreno da Imcopa. No momento do acidente havia morrido Armindo Ferrari, de 63 anos; no dia seguinte morreu Douglas Erick de Souza, de 19 anos; terça-feira à noite, Vinícius Vieira, de 20 anos, também não resistiu; e, nesta quinta, morreu Barros. As causas da explosão ainda não foram divulgadas pelos peritos.

Agencia Estado,

26 Abril 2007 | 16h19

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.