Morre recordista de pára-quedismo

O major de Infantaria Rudney dos Santos Pacheco, chefe da equipe de salto livre da Brigada Pára-quedista do Exército, morreu nesta sexta-feira durante uma demonstração de salto para uma comitiva de parlamentares do Congresso Nacional, no Campo dos Afonsos, na zona oeste do Rio. O acidente ocorreu por volta das 12h30, depois que o pára-quedas de Pacheco sofreu uma pane. O comando da brigada de infantaria pára-quedista abriu Inquérito Policial Militar (IPM) para apurar as causas da pane. Segundo nota oficial divulgada pelo Comando Militar do Leste (CML), o major era um dos pára-quedistas mais experientes da brigada - ele já havia feito cerca de seis mil saltos.Ainda de acordo com informações do CML, no último campeonato de pára-quedismo das Forças Armadas, Pacheco bateu o recorde de formação em queda livre, classificando-se em primeiro lugar em sua categoria. Ele ainda participou da quebra do recorde mundial de lançamento em massa e do recorde das Américas de trabalho relativo em velame, informou o CML.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.