Alexandre Ribeiro
Alexandre Ribeiro

Morre segunda vítima da explosão em barco no Acre

Marluce Silva dos Santos, 40, estava internada no Hospital do Juruá e seu estado de saúde era gravíssimo

Itaan Arruda, especial para o Estado

12 de junho de 2019 | 09h42

RIO BRANCO - Morreu na noite desta terça-feira, 11, a segunda vítima da explosão de um barco no Rio Juruá, em Cruzeiro do Sul, no Acre. Na ocasião, 15 pessoas ficaram gravemente feridas.  Marluce Silva dos Santos, 40, estava internada no Hospital do Juruá e seu estado de saúde era classificado como gravíssimo. 

Marluce estava na embarcação com o marido e três filhos, entre eles um bebê de nove meses, que foi transferido para o Hospital da Criança na Capital e também está em estado gravíssimo na UTI. O marido de Marluce, Valdir Torquato, foi transferido por um avião da FAB para o Hospital João XXIII, em Belo Horizonte, juntamente com outras três vítimas.

No domingo, 9, Simone Souza Rocha, de 24 anos, não resistiu aos ferimentos e morreu no Hospital do Juruá. Ela estava internada desde a noite de sexta-feira, 7, quando houve a explosão seguida de incêndio na embarcação. Conforme a direção do hospital, a vítima sofreu queimaduras em mais de 80% do corpo e teve uma parada cardiorrespiratória, após passar por uma cirurgia reparadora. 

Explosão da embarcação

Na última sexta-feira, 7, um barco que levava passageiros e galões de combustível pelo Rio Juruá explodiu e deixou 15 pessoas gravemente feridas em Cruzeiro do Sul, interior do Acre.

A Polícia Civil acredita que o barco era utilizado para o transporte irregular de combustível. Conforme o delegado Lindomar Ventura, da Delegacia Central de Cruzeiro do Sul, o barco estava ancorado e fazia o abastecimento de cinco galões de combustível quando houve a explosão.

De acordo com Ventura, a embarcação tinha autorização para navegar, mas o transporte de combustível juntamente com mercadorias e passageiros é irregular.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.