Morre turista paulista atacada por tubarão no Recife

Bruna Gobbi, de 18 anos, estava na Praia de Boa Viagem; é a segunda morte do ano em Pernambuco

Angela Lacerda, O Estado de S. Paulo

23 Julho 2013 | 09h14

RECIFE - Morreu no fim da noite dessa segunda-feira, 22, a turista paulista Bruna da Silva Gobbi, de 18 anos, que foi atacada por um tubarão na Praia de Boa Viagem, no Recife. O ataque ocorreu por volta das 13h20 e ela teve a perna esquerda amputada na altura da coxa em cirurgia realizada às 15 horas, no Hospital da Restauração, no Recife. Em estado grave, a jovem foi transferida para a UTI e acabou morrendo.

Segundo testemunhas, ela tomava banho com água na cintura, quando sofreu uma mordida profunda na coxa. Socorrida por uma viatura da Polícia Militar e levada para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) ela foi transferida para o Hospital da Restauração diante da gravidade do quadro. Bruna morava no bairro de Jardim da Conquista, em São Paulo.

Câmeras de segurança da Secretaria de Defesa Social gravaram o momento do ataque.

 

Desde 1992, foram registrados 59 casos de ataque de tubarão no litoral do Recife e região metropolitana. Deste total, 24, incluindo Bruna, morreram. De acordo com o Comitê Estadual de Monitoramento de Incidentes com Tubarões (Cemit),  em junho foi registrada uma morte no município metropolitano do Cabo de Santo Agostinho. O ataque anterior havia ocorrido em setembro do ano passado, em Boa Viagem.

As espécies cabeça-chata e tubarão-tigre são as espécies mais comuns na área. Em toda a extensão das praias de Boa Viagem e Piedade - no município vizinho de Jaboatão dos Guararapes - há placas alertando para o risco. Nesta área ocorreram 70% dos ataques nos últimos 21 anos.

Mais conteúdo sobre:
tubarão ataque de tubarão Recife

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.