Morrem 2 dos 3 filhos baleados pelo pai em Franca

Foi anunciada ontem na Santa Casa de Franca, interior de São Paulo, a morte cerebral dos irmãos Alexandre, de 7 anos, e Letícia Freitas Massucato Rezende, de 11. Eles foram baleados na cabeça pelo próprio pai, Helder Massucato Rezende, de 46, na sexta-feira de manhã, na casa onde moravam, em Franca. Outras duas vítimas - a irmã gêmea de Letícia e a mãe das crianças, Valéria Gomes Freitas Rezende, de 37 anos - permanecem internadas. Ele também matou sua mãe, Lurdes Massucato, de 74 anos, e, em seguida, suicidou-se. A menina está em coma e seu estado é grave. A mãe se recupera bem e já recebe visitas. À tarde, uma junta médica a informou sobre a morte dos filhos. No momento em que soube da tragédia, Valéria teria entrado em estado de choque e sido socorrida pela equipe. Segundo os médicos, ela, que também foi atingida por uma bala na cabeça, passou por uma cirurgia para a retirada do projétil e está bem. Com a recuperação de Valéria, caberá a ela autorizar ou não a doação dos órgãos das crianças. Ela pediu para refletir. Antes, José de Souza Andrade, cunhado de Helder, havia informado que a família autorizaria a doação. "Não encontramos motivo para ele ter feito isso", lamentou Andrade. Casado havia 15 anos, Helder foi morar na casa dos pais para tentar se livrar do vício das drogas e do álcool.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.