Morte de pedestre provoca engavetamento na Dutra

O atropelamento e morte de um pedestre no km 161 da pista Rio-São Paulo da Rodovia Presidente Dutra, provocou hoje um engavetamento de quatro carros e um caminhão, deixando dez feridos, três deles em estado grave. Este foi o maior acidente até o início da noite nas estradas do Vale do Paraíba durante o feriado prolongado.O acidente da Via Dutra aconteceu às 10 horas e provocou um congestionamento de 4 quilômetros na pista Rio-São Paulo. O pedestre Francisco Amaral, de 49 anos, foi morto por um automóvel Kadett de Mauá de placa BWN-1058, dirigido por Edmilson de Araújo. Por causa do atropelamento ocorreu o engavetamento. Ficaram gravemente feridas e estão internadas na Santa Casa de Jacareí José Valter de Oliveira, de 31 anos, Ângela Maria de Oliveira, de 28, e o filho do casal, Marcos Vinicius, de 4. Eles estavam no Monza, placa BQN-5972, de São José dos Campos. Durante o dia, segundo a Polícia Rodoviária Federal, foi intenso o movimento nas rodovias Floriano Rodrigues, Carvalho Pinto, Ayrton Senna e Dutra com a volta dos 75 mil carros que subiram a serra para Campos do Jordão. E também com a volta de outros 35 mil veículos do litoral Norte. Não há registro até o momento de outros acidentes graves. A Operação Corpus Christi, da Polícia Rodoviária, continua até amanhã, às 14 horas.

Agencia Estado,

17 de junho de 2001 | 19h32

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.