Morte de traficantes fecha comércio em favela do Rio

O comércio e as escolas da Favela Nova Holanda e Parque União,que fazem parte do Complexo da Maré, zona norte, amanheceram fechados nesta sexta-feira por causa da morte de dois traficantes. Destefano Reis Monteiro, de 23 anos, e Adnilson da Silva Leopoldo, o Dancing, de 24, foram baleados na quinta-feira em tiroteiro com policias militares na Parque União. Mesmo com a presença da PM, as lojas não funcionaram o dia inteiro.O reforço na segurança teve como objetivo evitar protestos dosmoradores pela morte dos dois traficantes. Dancing era sobrinho de Márcio da Silva Macedo, o Gigante, traficante que está preso no Batalhão de Choque, junto com Luiz Fernando da Costa, o Fernandinho Beira-Mar, por ter participado da rebelião em Bangu 1 há duas semanas.Dancing e Monteiro eram gerentes de bocas-de-fumo nas favelas.Segundo policiais do 22º Batalhão da Polícia Militar (Benfica), não houve tumulto durante a madrugada, mas, mesmo com a presença dos PMs, os comerciantes preferiram não abrir as portas. Por volta das 9 horas, o corpo de um homem ainda não identificado foi encontrado em uma vala na divisa das Favelas Nova Holanda e Baixa do Sapateiro. A polícia não soube informar se o rapaz tinha ligação com o tráfico.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.