Morte nas estradas federais em SP cai 71%

Feriado da Páscoa também teve menos acidentes nas estaduais

Vitor Hugo Brandalise e Rejane Lima, O Estadao de S.Paulo

25 de março de 2008 | 00h00

O número de mortes nos trechos paulistas das rodovias federais caiu 71% no feriado da Páscoa, em relação ao mesmo período do ano passado, de acordo com balanço da Polícia Rodoviária Federal (PRF). Neste ano, foram 4 mortos, enquanto no ano passado morreram 14 pessoas. As rodovias estaduais também registraram queda no número de vítimas fatais e, segundo o balanço da Polícia Rodoviária Estadual, houve redução de 25% no índice.O número de acidentes com mortos e feridos também caiu nas estradas federais de todo o País - queda de 5% no número de mortes (de 79 para 75) e de 9,3% no total de feridos (1.151 para 1.043). Segundo o comando da PRF em São Paulo, a queda no número de acidentes deve ser atribuída ao "endurecimento" da fiscalização. "Ninguém teve folga. Todos as pessoas em cargos de chefia estiveram presentes no feriado e o quadro administrativo se deslocou para as rodovias", afirmou o tenente Edson Varanda. Os Estados com mais acidentes foram Minas Gerais (300) - com 8 mil quilômetros de estradas e a maior malha federal -, Santa Catarina (203), Rio Grande do Sul (158), Rio de Janeiro e São Paulo (115) e Paraná (98). Os maiores números de mortos foram registrados em Minas (12), Estado do Rio e Rio Grande do Sul (10), Bahia (8), Paraná (6) e Pernambuco e Rio Grande do Norte (5).Quem desafiou a fiscalização da PRF sentirá as conseqüências no bolso. Nos quatro dias da Operação Semana Santa, foram emitidas 106.899 infrações de trânsito - aumento de 202,4% em relação ao ano passado. A maior parte das infrações foi por excesso de velocidade - 65.312. A PRF inspecionou no período 171.076 veículos, o que equivale a 30 veículos por minuto em todo o Brasil. O movimento nas estradas cresceu 30%.SÃO PAULOBalanço do Comando do Polícia Rodoviária de São Paulo aponta para queda de 36 para 27 no número de mortos nas estradas estaduais de 2007 para este ano. A polícia registrou 933 acidentes, com 525 pessoas feridas, ante 1.020 acidentes e 568 feridos em 2007. As ações direcionadas contra o álcool, imprudência e as infrações dinâmicas - com o veículo em movimento, sem que o motorista saiba que recebe multa - contribuíram para a redução dos acidentes. "O número de flagrantes por embriaguez, por exemplo, explodiu", disse o tenente Cláudio Ceoloni. Na Páscoa, foram aplicadas 10.004 multas, ante 10.449 em 2007 e os flagrantes por embriaguez saltaram de 23 no ano passado para 38 (65%). Ecovias, Autoban e Nova Dutra - concessionárias de Anchieta, Imigrantes, Anhangüera, Bandeirantes e Dutra - não registraram mortes. Ontem, no entanto, por volta das 7h45, dois caminhões se chocaram no km 144 da Via Dutra, na pista sentido São Paulo, e resultou na morte do condutor e um passageiro ficou ferido. O acidente causou sete quilômetros de congestionamento.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.