Mortes de mais de 60 cães são investigadas em cidade gaúcha

Principal suspeita levantada pela associação de proteção local é de envenenamento; amostras dos corpos foram enviadas à perícia

Lucas Azevedo, Especial para O Estado

21 de novembro de 2014 | 20h23

PORTO ALEGRE - Mais de 60 cães foram encontrados mortos pelas ruas da pequena Bom Jesus, cidade gaúcha de 11,8 mil habitantes nos Campos de Cima da Serra, na divisa com Santa Catarina. A principal suspeita levantada pela associação de proteção local é envenenamento.

Os animais começaram a aparecer mortos na metade desta semana. Até a tarde desta sexta-feira, 67 já haviam sido localizados, a maioria na praça Rio Branco, no centro. A maior parte deles era de rua, mas há, entre os mortos, cães de estimação.

A Associação Bomjesusense dos Protetores dos Animais não acredita que alguma zoonose seja responsável pelas mortes. O mais provável, conforme a presidente da entidade, Cláudia Correia, seja a ingestão de veneno.

A população está em alerta. Amostras dos corpos já foram enviados à perícia e uma investigação pela Polícia Civil foi iniciada.

Notícias relacionadas
    Tudo o que sabemos sobre:
    Bom JesusRio Grande do Sul

    Encontrou algum erro? Entre em contato

    Tendências:

    O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.