Mortes em Mauá foram causadas por febre maculosa, diz exame

Exames feitos pelo Instituto Adolfo Lutz, da Secretaria Estadual de Saúde, revelaram que a causa da mortes de três pessoas em Mauá, Grande São Paulo, foi febre maculosa, informou o Jornal SPTV, da TV Globo. Não há nenhuma relação entre a febre e o hanta-vírus, doença transmitida por ratos que chegou a ser cogitada como a causa das mortes. A transmissão da febre maculosa acontece através de carrapatos contaminados, que vivem em pássaros silvestres, galinhas, cavalos e cães. Apesar de ser conhecida há bastante tempo, a febre maculosa é uma doença difícil de ser diagnosticada. As três pessoas da mesma família que morreram dividiam uma casa no Jardim Primavera, em Mauá, região pobre que, segundo o SPTV, não tem saneamento básico. A presença de animais lá é comum. Outras pessoas do bairro que chegaram a ser internadas já foram liberadas. A Secretaria de Saúde afirma que não há risco de contaminação.

Agencia Estado,

29 de junho de 2004 | 13h27

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.