Mortes nas estradas federais aumentam 9,47%

O número de mortes nas estradasfederais durante a operação Corpus Christi aumentou 9,47% nesteano em comparação com o mesmo período do ano passado. Entrequarta-feira e domingo, morreram 104 pessoas. No anopassado foram 95. O número de acidentes caiu 2,04% e o deferidos, 4,58%. Durante a operação Corpus Christi deste ano ocorreram1.394 acidentes, ante 1.423, no ano passado. Foram 813 feridos -852 em 2001. O comportamento do motorista foi a principal causado aumento de mortes, avalia o coordenador-geral de operações doDepartamento de Polícia Rodoviária Federal, inspetor ReinaldoSzydloski. "A violência no trânsito recrudesceu." Para Szydloski, o excesso de confiança do motorista e develocidade associados à ultrapassagem inadequada têm resultadoem acidentes violentos, com maior número de vítimas. Nem sempreo problema é a ultrapassagem em local proibido, ressalva, umaexecução incorreta, causando choques laterais e frontais e saídada pista. O coordenador-geral destacou ainda crescimento dosacidentes envolvendo motocicletas, que passaram de 9 para 18.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.