Mortes violentas são 20% dos óbitos masculinos no País

As mortes violentas representam mais de 20% dos óbitos masculinos no Brasil, com exceção da Região Sul e do Estado de Minas, de acordo com dados de 2001 do IBGE. A situação é ainda mais grave na faixa etária masculina de 15 a 29 anos, cuja taxa de mortalidade é de 175 óbitos por 100 mil habitantes. Na análise por região, o Sudeste apresenta um número bem acima da média nacional: 224 por 100 mil habitantes. Os índices mais elevados de mortalidade registraram-se no Rio de Janeiro (285), Pernambuco (273) e São Paulo (268). Embora atinja, preferencialmente, os jovens, a violência também causa alto índice de mortes na faixa etária de 60 anos ou mais: 202,8 por 100 mil habitantes, na média nacional. A região Centro-Oeste surge com um número bem mais alto (272,8 por 100 mil). Logo atrás vem o Sudeste (217 por 100 mil).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.