Mortos de acidente em Minas chegam a Campinas

Cinco dos 14 mortos no acidente com um ônibus da Viação Capellini em Uberlândia, no Triângulo Mineiro, chegaram nesta sexta a Campinas, no interior de São Paulo, e a previsão é de que até no domingo todos eles já estejam na cidade. Todos os corpos já foram identificados e cinco deles serão enterrados em cidades da região. Quanto aos feridos, 15 deles ainda se encontram internados em hospitais de Uberlândia, sendo que três ainda inspiram cuidados especiais. Dois estão com traumatismo torácico e outro com traumatismo craniano.A polícia agora procura encontrar o motivo do acidente. Apesar do resultado da perícia técnica sair dentro de 15 dias, o delegado que cuida do caso, Adeuvaldo Ribeiro, espera que as testemunhas sejam ouvidas em Campinas. Além disso ele quer saber exatamente a velocidade em que o ônibus estava e vai solicitar a uma emissora de TV local cópia da fita em que o motorista Edivaldo Dias teria dito que estava trocando um CD quando ocorreu o acidente.Quanto ao fato da viagem contar com apenas um motorista, a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) disse que não há uma quilometragem específica para ter a obrigatoriedade de mais condutores. Segundo ela, é preciso que a viagem esteja dentro da carga horária de trabalho.Odair Rodrigues de Oliveira, que organizou a viagem na Associação dos Aposentados e Pensionistas das Indústrias Metalúrgicas e Outras Categorias de Campinas, não é cadastrado na Associação Agentes de Viagens do Estado de São Paulo (Aviesp). Ele não foi encontrado para falar sobre o caso.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.