Mosquito da dengue é o mesmo que transmite nova febre no País, diz professor

Aedes aegypti têm alta capacidade para transmitir a febre chikungunya, provocada por vírus de mesmo nome que circula por 40 países e chegou recentemente ao Caribe

O Estado de S. Paulo

09 de abril de 2014 | 20h27

Velho conhecido dos brasileiros, o Aedes aegypti pode se tornar transmissor de mais uma doença no País, além da dengue e da febre amarela. Pesquisa do Instituto Oswaldo Cruz, publicada no Journal of Virology, mostra que os insetos que circulam por aqui têm alta capacidade para transmitir a febre chikungunya, provocada por vírus de mesmo nome que circula por 40 países e chegou recentemente ao Caribe.

O trabalho, realizado em parceria com o Instituto Pasteur, mostrou que além do A. aegypti, o Aedes albopictus têm potencial elevado de disseminar a febre. A preocupação dos pesquisadores é maior com a proximidade da Copa do Mundo, com o aumento de turistas no País.

O Estado fez quatro perguntas para Alberto Chebabo, chefe do Serviço de Doenças Infecciosas e Parasitárias do Hospital Universitário da Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Quais são os principais sintomas da febre chikungunya?

É um quadro semelhante ao da dengue. A pessoa tem febre, dor de cabeça, mialgia, dor muscular. Mas é uma doença mais arrastada, com tempo de recuperação longa. As dores nas articulações podem durar por meses.

Pode levar à morte?

A dengue tem letalidade maior. Mas uma das complicações da doença é a encefalite, uma inflamação do sistema nervoso central que pode levar ao coma e depois a óbito. Mas a preocupação em relação à chikungunya é menos em termos de óbito e mais em relação à dor crônica, incapacitante, que pode levar meses.

Como é o tratamento?

Neste momento tem que fazer suspeita clínica e mandar amostras de sangue para a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) para identificação viral. Pelo que eu sei, não há outro laboratório público ou privado que faz essa identificação. Tratamento não tem. É como dengue, tem que aliviar os sintomas de dor, hidratar.

Como o senhor vê o resultado da pesquisa?

Ela confirma o que já sabíamos. O transmissor da dengue é o mesmo que transmite o chikungunya. Preocupa a introdução de um novo vírus e a Copa é um dos grandes fatores que podem contribuir para a disseminação, numa população que não tem anticorpos a esse vírus e convive com mosquito à beça.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.