Motim em São Sebastião termina após 15 horas

Após 15 horas de tensão, os 184 detentos da Cadeia Pública de São Sebastião, no litoral Norte paulista, encerraram uma rebelião que começou por volta das 18h de ontem. O motim quando os detentos dominaram um dos carcereiros, identificado apenas como Arnaldo; durante toda a noite de ontem e a madrugada desta quinta-feira os presos afirmavam que não liberariam o policial enquanto parte deles não fosse transferida para penitenciárias da região.O delegado seccional João Barbosa, com o auxílio do plantonista Luiz Tibiriçá, negociou com os preos. Após prometer que assim que o juiz corregedor conseguisse vagas parte dos detentos seria transferida, o carcereiro foi liberado, sem ferimentos. Os policiais fizeram uma vistoria nas celas e encontraram um revólver calibre 38. A carceragem da Cadeia Pública de São Sebastião tem capacidade para abrigar 64 presos, mas atualmente está superlotada, com 184 homens.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.