Motoboy nega ter atropelado guitarrista dos Titãs

O motoboy Erasmo Castro da Costa Junior, de 31 anos, acusado de atropelar e matar o guitarristado grupo Titãs Marcelo Fromer, voltou atrás e negou à Justiça que seja o responsável pelo acidente. O motoboy afirma que foiobrigado por policiais a confessar o crime.Fromer morreu após ter sido atropelado por uma moto, em junho de 2001. Um ano e 21 dias depois, Costa Júnior foi apresentado pelo 15º Distrito Policial como o responsável pela morte do músico.Ele havia confessado e chegou a concederentrevistas, afirmando que o acidente fora inevitável. Em depoimento à juíza Maria dos Anjos Garcia de Alcaraz, da 25ª Vara Criminal Central - onde responde por homicídio culposo (sem intenção) -, o motoboy disse ter sofrido "pressãopsicológica".Ele apresentou atestados médicos para tentarprovar que passava por tratamento de uma anemia falciforme no dia do crime.

Agencia Estado,

02 de dezembro de 2002 | 20h30

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.