Motoboys depredam bar para vingar colega

Dezenas de motoboys apedrejaram e atearam fogo em um bar do centro de Porto Alegre, na madrugada desta terça-feira, para vingar um colega morto pelo segurança do estabelecimento. Alexandre da Silva dos Santos, 24 anos, foi atingido na cabeça por um tiro de revólver depois de um desentendimento com os seguranças, às 4h de domingo. Hoje cerca de 40 amigos da vítima organizaram um ataque ao bar, que estava fechado. Pedras e coquetéis molotovs foram atirados contra a porta do bar, chamado Peter Pan, enquanto um grupo de policiais militares assistia a tudo sem reação a menos de 50 metros de distância.A Brigada Militar só agiu depois que uma cortina do estabelecimento pegou fogo. No tumulto, um motoboy foi detido e dois profissionais da RBS TV, um repórter e um cinegrafista, foram feridos pelas pedras. Na noite anterior, os motoboys já haviam ensaiado um protesto, fazendo um buzinaço em frente ao bar. Hoje de madrugada, eles voltaram a agir, bloqueando a rua e iniciando o depredamento. Outros dois estabelecimentos vizinhos também foram apedrejados.O segurança acusado de assassinato foi identificado pelo proprietário e por outros funcionários do bar. Neri da Silva Anório, 29 anos, está foragido, e a polícia já pediu sua prisão preventiva à Justiça. O bar também foi interditado pela Secretaria Municipal de Indústria e Comércio. Pelo menos duas situações semelhantes a esta já ocorreram nesse ponto do centro da capital gaúcha. Em dezembro de 1999, o comerciante Renato Flores, 33 anos, foi espancado até a morte em um dos bares dos arredores, em novembro passado um homem foi morto a tiros dentro de outro estabelecimento.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.