Motoboys fazem protesto no centro de Sorocaba

Mais de 100 motoboys participaram de um protesto contra a falta de condições de trabalho hoje, na região central de Sorocaba, a 92 quilômetros de São Paulo. Buzinando e acelerando as motos, eles realizaram manobras para chamar a atenção dos moradores. Policiais de trânsito acompanharam o cortejo, que percorreu as ruas centrais, liderado por um carro de som cedido pela Central Única dos Trabalhadores (CUT). Segundo o presidente regional União dos Motoboys e Afins do Brasil (Umab), Lauro César da Silveira Matos, os trabalhadores querem ser reconhecidos como categoria profissional. "Queremos que as autoridades reconheçam nosso trabalho, assegurando registro em carteira, cesta básica, seguro de vida e assistência médica." Segundo ele, a maioria dos 3,8 mil motoboys de Sorocaba não é registrada e não recebe direitos trabalhistas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.