Motoqueiro atira contra família de perueiro

Quatro pessoas que ocupavam uma perua de lotação foram baleadas na noite de ontem por um motoqueiro que abordou o veículo na Rua Major Moreira Mattos, região central de Guarulhos, município da grande São Paulo. A família que ocupava a perua iria comprar um jogo de pneus para o veículo, quando foi abordada pelo motoqueiro, que vestia uma camisa do Palmeiras. Depois de uma rápida discussão, iniciaram-se os disparos. O veículo transportava a família do motorista e o cobrador. A mulher do condutor, Adriana Salino de Paula, de 25 anos, morreu durante cirurgia no Hospital Padre Bento, em Guarulhos. O motorista, Alexandre Oliveira de Paula, de 27 anos, continua internado em estado muito grave no mesmo hospital. Além deles, foram baleados os filhos do casal, Erick Diogo, de 7 meses, e José Otávio, de 4 anos. Eles foram encaminhados para o Pronto-socorro do Jaçanã, na zona Norte da capital. O caso foi registrado no 1º Distrito Policial de Guaurulhos. O atirador fugiu em seguida. Ele foi reconhecido por testemunhas como sendo um policial militar, identificado apenas como Wanderlei, que seria lotado no 5º Batalhão, da capital. De acordo com a mãe de Adriana, Wanderlei teve o irmão morto havia 20 dias e prometeu vingança pelo assassinato. A família do perueiro mora no bairro de Cabuçu, periferia de Guarulhos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.