Motorista arrasta jovem por 900 m, foge e é preso

Um motorista supostamente embriagado arrastou a auxiliar de escritório Flaviana Barbosa, de 27 anos, por 900 metros em Araraquara, a 270 quilômetros de São Paulo. O acidente ocorreu depois de o automóvel bater na traseira da moto em que seguiam Flaviana e o namorado, o também auxiliar de escritório Thiago Henrique Oliveira Rabim, de 23 anos. Às 22h30 de ontem, ela seguia internada em estado gravíssimo, com várias fraturas pelo corpo e queimaduras de terceiro grau. Thiago foi atirado com a moto no acostamento e teve apenas escoriações. A garota ficou presa embaixo do carro. "O motorista não parou e seguiu embora com a menina presa ao carro. Testemunhas nos disseram que ele fez ziguezague, provavelmente percebendo que algo prendia o veículo", informou o tenente Amauri Demarzo, da Polícia Militar. Ao perceber que havia atropelado Flaviana, segundo a PM, o pintor de carros Admilson Alves de Oliveira, de 26 anos, acelerou o Santana 96 e fugiu, abandonando o carro em outro bairro. Mas outra equipe da polícia o prendeu pouco depois, por confundi-lo com um ladrão. Só então ele admitiu ser o motorista que havia escapado pouco antes do local do acidente. Em depoimento, disse que tomou três latinhas de cerveja em casa e saiu para dar uma volta com uma amiga. Na estrada, não teria visto a moto que seguia na pista da direita. "Quando estava em cima, não consegui frear e bati na traseira deles", argumentou. A garota foi arrastada e as marcas da violência ficaram expostas no asfalto. Oliveira fez exame de dosagem alcoólica e clínico, mas o laudo ainda não saiu. Como não pagou a fiança de R$ 1.210, foi recolhido à cadeia.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.