Motorista da polícia é executado em Mauá

Provavelmente por ter sido reconhecido como ?policial?, Hélio Francisco Mathias, de 57 anos, foi assassinado com quatro tiros, na noite desta sexta-feira, em frente a uma oficina mecânica da Rua Américo Gabioneta, no Parque Bandeirantes, cidade de Mauá, no ABC paulista. Funcionário da prefeitura daquele município, ele foi cedido, há dez anos, à Polícia Civil, para trabalhar como motorista do expediente na delegacia-sede da cidade. Segundo testemunhas, Hélio chegou no automóvel Brava de seu cunhado e parou em frente à oficina mecânica. Passavam poucos minutos das 21h00 quando uma motocicleta com dois ocupantes parou ao lado do carro e o garupa começou a disparar. Hélio reagiu, mas, aparentemente, não acertou seus agressores. Ele foi atingido por um tiro na cabeça, outro no abdômen e dois no peito. Morreu ao ser socorrido no Hospital Nardini.Durante as primeiras investigações, os policiais obtiveram os apelidos dos suspeitos. Dois homens foram detidos e levados à delegacia-sede, mas ainda não se confirmou que sejam os autores desse homicídio. Não foi afastada a hipótese de os criminosos pretendessem levar o veículo Brava, em que o motorista se encontrava, o que seria uma agravante, transformando o delito em latrocínio.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.